quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Exposição "Maestros de la Cerámica y sus Escuelas - Arcádio Blasco" e seus discípulos

 
 
 
No próximo dia 1 de Março, pelas 19.30, inaugura a exposição " Maestros de la Cerámica y sus Escuelas “Arcadio Blasco” e os seus discípulos no Museu de Cerâmica de Muel, na sala de Exposições “Enrique Cook”.  Estará patente até dia 2 de Maio.



"Maestros de la Cerámica ...y sus Escuelas “Arcadio Blasco”, es la segunda exposición producida por el Taller Escuela Cerámica de Muel en torno a los grandes exponentes de la cerámica contemporánea española, Enric Mestre, Arcadio Blasco, Ángel Garraza, María Bofill, Madola y Elena Colmeiro, nombres que de por sí han merecido múltiples reconocimientos a su trayectoria, autores que son referencia indispensable en el panorama de la cerámica contemporánea del España, tanto por su obra como por su influencia artística y/o personal sobre otros autores. ´
De este modo se presentan conjuntamente en la muestra obras de Arcadio Blasco como maestro y algunos de sus alumnos, Sofía Beça, Jesús Castañon, Alfonso Dors, Teresa Gironés, Madola, Toni Soriano y Urza". 


Esta inauguración es especial y única ya que tendremos el honor de contar con la presencia de todos los grandes Maestros, participantes en el Proyecto “Maestros de la Cerámica y sus Escuelas”. Un encuentro que seguro estará lleno de emotividad, grandes consejos y como no, momentos, palabras y gestos que dejarán sin duda una impronta imborrable para los apasionados de la cerámica.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Restauro de Azulejos

video
Depois de ter aqui publicado algumas fotos do processo de restauro, fica agora aqui o registo em diaporama. A casa não está terminada, mas a minha parte, ou seja, o restauro dos azulejos que faltavam, já está toda colocada na parede.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Restauro de Azulejos




Finalmente foram colocados todos os azulejos no edifício. Foi necessário remover todos os existentes, para consolidar bem e colocar os novos. São muitos azulejos velhos misturados com muitos novos. A diferença existe, como tem sempre que existir, mas só para quem se aproxima.
Foi um trabalho que me deu muito trabalho ( passo a redundância), mas que me deu muito prazer fazer. Funcionou também muito bem graças ao cliente fora de serie e de um empreiteiro dedicado como não é frequente ver.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O que se ouve por cá



Há projectos que por vezes parece que não querem sair da gaveta. Ora arrancam, ora param. Tenho um em mãos desde Outubro de 2009. O pior que pode acontecer é nunca se ver o trabalho fora do papel. Uma pequena parte já conseguiu sair do papel á um ano, mas parou.  Aparentemente o "Sim" para arrancar a sério está para acontecer, mas como já estou naquela etapa que é "Ver para crer", vou trabalhando nos meus projectos que dependem única e exclusivamente de mim. Tenho em mãos um que me está a dar um prazer enorme executá-lo. A ver se resulta como o prevejo. E no meio de tudo isto, claro, sempre com a música a acompanhar.