domingo, 30 de outubro de 2011

As aventuras do Tintim



Não sei quem gosta mais do Tintim cá em casa, se eu ou o meu filhote, portanto, não podiamos deixar de ver este filme que é feito para miúdos e graúdos. Valeu bem a pena.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Curso Murais Cerâmicos nas Belas Artes do Porto

video
Já aqui falei e registei imagens do Curso de Murais Cerâmicos Cozidos em Fornos de Papel, na Faculdade de Belas Artes do Porto. Deixo agora um registo mais longo que me parece que "explica" melhor o tempo passado nesse curso. Tudo indica que se irá repetir.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Restauro de Azulejos

 Os azulejos nas gazetes, prontos a serem cozidos no forno a 1000ºC.

 Assim ficou o resultado dos azulejos, misturando as cópias com os antigos, a diferença é pouca.

Este é o modelo das faixas laterais da casa.

Foi assim que ficou o resultado de dois meses de trabalho. 1000 azulejos para pintar. Obviamente que se nota sempre a diferença, por mais aproximado que se consiga, as matérias primas já não são as mesmas, os brilhos também não, o cuidado que tinham na pintura era um desastre. Um desafio neste trabalho era tentar não ser perfeita na pintura nem na limpeza dos azulejos. Isso sim, foi um desafio ao qual não consegui ter muitos resultados.
Fazer restauro de azulejos não é o que mais me agrada fazer (embora tenha formação para isso) , como dá para perceber no meu blog, mas apesar de ser muito trabalhoso, é gratificante poder contribuir de alguma maneira para que os azulejos perdurem nas fachadas portuguesas. E quando se encontra um cliente como o deste caso, melhor ainda. Uma pessoa exemplar, cuidadoso,  curioso em saber como se processa uma recuperação de azulejos. Teve o cuidado de recuperar os azulejos antigos  conforme lhe dei indicações.
Agora é só aguardar que sejam colocados na parede para ver os resultados em definitivo. Quando assim for, colocarei aqui uma foto do edifico antes do restauro e depois de terminado.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Restauro de Azulejos





Depois de encontrados os tons de azul mais aproximados, há que pintar os azulejos com estampilhas e depois fazer os acabamentos com o pincel.  E um trabalho bastante repetitivo que depois até se torna cansativo. Calma e paciência é fundamental aqui, que se consegue com uma boa música como companhia.

Fotos de Federico Mongars

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Restauro de Azulejos


Neste trabalho foi necessário encontrar a cor de fundo, um branco sujo, e quando digo sujo é já do tempo e do pouco cuidado existente na altura quando pintavam, e procurar o azul mais aproximado possível ao pretendido.
Muitas amostras e testes foram feitos, mas no fim, consegui encontrar as cores mais aproximadas possíveis. Esta é sempre a tarefa mais difícil e por vezes irritante, a afinação da cor.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Restauro de Azulejos

Casa ainda em recuperação. A fachada era revestida de azulejos do inicio do sec. XX, que ao longo dos anos se foram perdendo.

Os azulejos a restaurar têm uma medida que não existe no mercado, por isso há que cortar um a um.

Depois do corte feito, há que vidrar os azulejos

E como tudo é feito manualmente, depois de vidrar os azulejos um a um, é também necessário limpar o excesso.

Este é o trabalho que tenho vindo a fazer nestes dois últimos meses. Tenho 1000 cópias de azulejos para pintar, para depois serem colocados com os antigos existentes. Serão colocados numa habitação particular na zona histórica do Porto.

Não posso deixar de agradecer a Federico Mongars, a ajuda que me deu nos cortes e na remoção do vidrado.

domingo, 23 de outubro de 2011

Menção Honrosa



"Procurando o Impossivel"
Grês, técnica da lastra, cozedura a 1100ºC em forno de lenha. 2011. 300 x 100 x 4 cm

Foi este o trabalho que teve a Menção Honrosa, na Bienal de Aveiro deste ano. Já muito foi dito sobre esta bienal, portanto não é com prazer que me recordo desta menção. Como me disse um outro premiado deste ano, "...guarda o prémio e esquece-te de que passamos por aqui...".

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Catálogo digital da Exposição

Já está disponível (finalmente) o catálogo digital da exposição "Escultura Cerâmica Hoje- 5 Autores Portugueses".
Como já referi aqui, esta exposição começou em Amarante, no Museu Amadeu Souza Cardoso, passou por Zaragoza e agora está no Museu da Cidade, em Aveiro.

Teve como comissária a Karin Somers e os participantes foram Cecília de Sousa, Heitor Figueiredo, João Carqueijeiro, Sofia Beça e Virgínia Fróis.

Esta exposição finaliza e percurso desta mostra e pode ser visitada até dia 13 de Novembro.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Sofia Beça e Rute Marcão na Enquadrar

 Alunas minhas e amigos a fazerem o circuito da bienal, com passagem obrigatória por aqui.



João Carqueijeiro, Carmen e Rafael Pérez também fizeram questão de fazer uma visita. Rafael Pérez também já esteve envolvido num projecto realizado por mim e com a colaboração da Rute Marcão. Estávamos todos desiludidos nesse dia (devido à palhaçada da Bienal), mas a amizade superou o sucedido e acabamos por terminar muito bem o dia. 


Inaugurou no passado dia 1 de Outubro a minha exposição com a Rute Marcão, na Galeria Enquadrar, em Aveiro. Desde 2005 que não trabalhava com a Rute e foi um prazer voltar a expor com esta minha amiga, com quem já tive alguns projectos em conjunto. O espaço é muito pequeno mas muito digno de ser visitado. Está patente até dia 31 de Outubro.

sábado, 15 de outubro de 2011

Exposição "Escultura Cerâmica Hoje - 5 Autores Portugueses"

 Sofia Beça

 Virginia Fróis

 Heitor Figueiredo

 Cecilia de Sousa

João Carqueijeiro

Está desde o dia 1 de Outubro, no Museu da Cidade, em Aveiro, a exposição itinerante " Escultura Cerâmica Hoje - 5 Autores Portugueses". De referir que esta exposição teve como comissária Karin Somers, para o Museu Amadeu Sousa Cardoso, em Amarante e que depois fez parte do programa da CERCO, em Zaragoza, como país convidado. Agora e pela ultima vez poderão visitá-la em Aveiro.

domingo, 2 de outubro de 2011

Inauguração de uma suposta bienal de cerâmica em Aveiro





Ora uma vez que já foi inaugurada, já vos posso dar a conhecer o porquê do meu anterior artigo. As reacções ao que publiquei foram muitas e de muitos lados. Recebi dezenas de mails e até alguns telefonemas. Curiosamente a única pessoa que se manifestou contra a minha opinião, foi precisamente....a vereadora da cultura. Palavras para quê....